5 Ferramentas Que Podem Ajudar Quem Vive Com Parkinson

Atualmente, existem mais de 10 milhões de pessoas no mundo que foram diagnosticadas com Parkinson, das quais 200 mil são do Brasil.

Júlia
Júlia
29 de março de 2019
dia nacional parkinsoniano jogos gadgets ilustração

Para comemorar o Dia Nacional de Parkinson no Brasil, celebrado a 4 de abril, MyTherapy reuniu 5 ferramentas que podem ser muito úteis para você ou para algum amigo ou familiar a quem estes artigos estão fazendo muita falta!


Emma

A primeira invenção que partilhamos é de Microsoft e seu nome e criação foi inspirado em Emma Lawton. Intitulado “Projeto Emma”, esta espécie de relógio foi especialmente criado para a designer que, aos 29 anos, quando foi diagnosticada com Parkinson, receou que os tremores ditassem o fim de sua carreira.

Um programa televisivo – “The Big Life Fix” da BBC Two – inspirou Haiyan Zhang, diretora de inovação da Microsoft Research Cambridge, a desenvolver um dispositivo que pudesse ajudar Emma. Foi assim que sua equipe criou um relógio à base de tecnologia que ajuda a parar os tremores nas mãos enviando vibrações para o pulso. Agora a designer já consegue escrever, pintar e desenhar com muita mais facilidade e diz que este gadget salvou sua vida.

O projeto ainda está em fase de teste, mas a equipe quer continuar sua pesquisa para, posteriormente, ajudar mais pessoas que vivem o mesmo problema de Emma.

Cinto airbag

O “ActiveProtective” é um cinto que lança automaticamente um airbag na zona da cintura assim que o seu portador cai. Este produto fornece proteção para pacientes em reabilitação com alto risco de queda ou pessoas de idade que também correm sempre perigo de queda, por isso é muito vantajoso para parkinsonianos.

A empresa está sediada em Pensilvânia e dedica-se exclusivamente ao desenvolvimento desde produto. São utilizados sensores de movimento 3D e micro-airbags, fazendo com que o cinto seja, como a empresa descreve, “wearable technology”.

Talheres personalizados

Este utensílio já é mais popular entre doentes de Parkinson. Há várias marcas a desenvolver talheres que auxiliam pessoas que vivem com tremor, que torna o simples ato de comer num desafio. A pioneira e mais conhecida é a Liftware, desenvolvida pela empresa Lift Labs, posteriormente adquirida pela Google. A mãe de um dos co-fundadores (Sergey Brin) desta multinacional foi diagnosticada com Parkinson, pelo que a causa lhe é bastante próxima e muito dinheiro foi doado para investigação na área.

Os talheres incorporam uns sensores que detetam as oscilações e que são conectados a pequenos motores internos que atuam no sentido contrário ao tremor, estabilizando, assim, o talher. No site o quit iniciante está à venda por $195.00.

Deixamos aqui algumas ligações onde os pode adquirir:

Dring

É uma bengala, é um alarme, é tecnologia. A Smart Cane é um ótimo aliado para pessoas com Parkinson. Apresentada pela primeira vez em 2017 durante o CES (Global Stage for Innovation), esta bengala tem como objetivo recuperar a confiança dos mais idosos e evitar que fiquem totalmente incapacitados.

Através dos sensores de movimento, é possível reconhecer os hábitos do usuário e, caso algo incomum aconteça, o cuidador será logo alertado através de uma chamada, notificação ou mensagem. Tem, também, um detetor de queda que não aciona caso a bengala caia sozinha (sem que alguém estivesse a segurá-la). Primeiramente, assim que a Smart Cane cair será reproduzido um “BIP” que depois, se não for novamente colocada na vertical, enviará uma mensagem ao familiar ou amigo responsável. Descubra mais sobre esta startup francesa aqui.

Apps e videojogos

Sabe quando todo mundo entra num debate sobre as desvantagens e benefícios dos videojogos e da tecnologia no geral? Pois, no caso do Parkinson alguns videojogos e aplicativos podem ser uma grande ajuda. Atualmente, existem muitas consolas (Wii, Playstation move, Nintendo Switch Xbox kinect) que apostam no movimento e na simulação de diversos esportes como esqui, tênis, basebol, boliche, marcha, yoga e muito mais. Isto permite que doentes com Parkinson (e não só!) consigam experenciar, de uma forma diferente mas por vezes bem realista, várias atividades num só espaço, onde e quando quiserem. Para parkinsonianos, estas ferramentas ajudarão a ultrapassar desafios do dia-a-dia, como realizar várias tarefas ao mesmo tempo, melhorar a mobilidade, agilidade, equilíbrio, coordenação e concentração. É uma ótima distração e uma forma diferente e divertida de fazer terapia. Além disso, pode fazê-lo com sua família, amigos ou até mesmo outros parkinsonianos!

No que toca aos aplicativos, há muitas opções que podem ser úteis para doentes com Parkinson. Jogos mentais que ajudam no desenvolvimento cerebral, monitoramento de tremor, lembrete de medicamentos, registro de sintomas, guia de exercícios, terapia da fala ou até fóruns de convívio para portadores de Parkinson.

Contudo, não se resume só a tecnologia ou ao mundo digital. Os bons e velhos jogos de tabuleiro nunca passam de moda e são uma maneira igualmente excelente para treinar a destreza e agilidade mental da pessoa. É uma oportunidade para conviver frente a frente com alguém e tirar proveito da interação humana que é tão crucial.


Estas são algumas das ferramentas que podem tornar a sua vida ou a de alguém próximo que vive com parkinson mais acessível. Mas existem muitas mais! Pesquise, descubra, auxilie alguém próximo e encare os problemas da doença como desafios possíveis de ultrapassar. Ainda não existe cura para o Parkinson, mas, enquanto isso, podemos dispor destas ajudas para amenizar os sintomas e levar uma vida mais plena.


Veja outros artigos no blog MyTherapy:

Mytherapy Parkinson lembretes medicação

O aplicativo para gerenciar a doença de Parkinson

Se vive com Parkinson, tomar sua medicação como prescrita é crucial para manter sintomas sob controle. Os lembretes de medicamentos MyTherapy facilitam a adesão ao seu tratamento médico, enquanto os lembretes de atividade ajudam a motivar para exercício físico.